Pesquisadores da UFPR registram mais de 200 famílias de insetos em reserva no litoral do Paraná

Segundo o livro "Insetos do Brasil: Diversidade e Taxonomia", existem 737 famílias de insetos conhecidas no Brasil. Mais de 200 delas podem ser encontradas na Reserva Natural Guaricica, no município de Antonina, litoral do Paraná. A constatação foi feita por professores e alunos do programa de pós-graduação em Entomologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Os animais foram capturados durante uma aula da disciplina de Entomologia de Campo e identificados posteriormente pelos pesquisadores.

UFPR, nova espécie, Universidade Federal do Paraná, insetos, pesquisadores da UFPR descobrem novas espécies de insetos, Reserva Natural Guaricica, animais, Paraná, natureza, meio ambiente, pesquisa, ciênciaO professor John Lattke explica que a grande quantidade de famílias capturadas em apenas quatro dias dá uma dimensão da diversidade biológica de uma área bem conservada de Mata Atlântica e que, entre os insetos encontrados, pode haver espécies ameaçadas e até mesmo algumas ainda desconhecidas pela ciência. “Todos os anos temos surpresas maravilhosas na Reserva Guaricica”, comemora Lattke.

A Reserva Natural Guaricica protege 8,7 mil hectares de vegetação nativa do bioma Mata Atlântica. Segundo o entomologista, essa extensão de área protegida é importante para a realização das pesquisas, devido à diversidade de ambientes dentro dessa unidade de conservação. Os pesquisadores encontraram também espécies que atestam a conservação dos ecossistemas dentro da reserva: “Entre os exemplares capturados, há, por exemplo, algumas espécies de libélula que são indicadores importantes para a qualidade da água”, diz Lattke.

A reserva, administrada pela Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS), está localizada no maior remanescente contínuo do bioma Mata Atlântica. “O grau de conservação da área nos dá chances de encontrar e estudar espécies raras, que não são vistas na maioria dos outros locais”, comenta Gabriel Melo, também entomologista da UFPR.

Os exemplares recolhidos pelos alunos foram preparados para armazenagem na universidade e vão ficar à disposição de professores e alunos para serem estudados em suas pesquisas futuras.

Descobertas na reserva

No ano passado, também durante uma aula de campo com alunos da UFPR, o professor Rodney Ramiro Cavichioli descobriu duas espécies até então desconhecidas de cigarrinha, batizadas por ele com os nomes científicos Nullana albinoi e Nullana sakakibarai.

Para Reginaldo Ferreira, essas descobertas destacam a importância da proteção de remanescentes da Mata Atlântica para a ciência, que acredita ser uma das várias funções das unidades de conservação. “As reservas mantidas pela SPVS trazem benefícios sociais com a geração de empregos nas comunidades locais”, lembra Ferreira. “Elas geram ainda serviços ambientais importantes, como a proteção da região contra as mudanças climáticas e a capturara de um volume aproximado de dois milhões de toneladas de carbono em seus 20 anos de existência”, exemplifica.

Siga o blog Natureza e Conservação no FacebookYouTube e Instagram.
Pesquisadores da UFPR registram mais de 200 famílias de insetos em reserva no litoral do Paraná Pesquisadores da UFPR registram mais de 200 famílias de insetos em reserva no litoral do Paraná Reviewed by Natureza e Conservação on 19:47 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.