Impacto do BRT de Palmas/TO sobre a arborização da Av. Teotônio pode ser reduzido

Olá amigos e leitores do blog Natureza e Conservação! Nesta postagem vou divulgar informações de um estudo recente, onde sou coautor, sobre o impacto da implantação do BRT sobre arborização da Avenida Teotônio Segurado (clique para ver o artigo), em Palmas, capital do Tocantins. O trabalho foi publicado na revista científica Desenvolvimento e Meio Ambiente e contou com a participação do professor Renato Torres Pinheiro, da Universidade Federal do Tocantins e do engenheiro ambiental Dieyson Rodrigues de Moura. 

BRT, Palmas, Tocantins, impacto do BRT sobre arborização, arborização urbana, Bus Rapid Transit, consultoria ambiental Tocantins, ecótono engenharia, engenharia ambiental, engenheiro ambiental Tocantins, plano de arborização urbana de palmas, diagnóstico da arborização urbana de Palmas, impacto ambiental, ambiente urbano, cidades sustentáveis, áreas verdes urbanas, mobilidade urbana, environmental impact, urban environment, sustainable cities, urban green areas, urban mobility, meio ambiente, naturezaA implantação de um novo sistema de transporte coletivo de alta capacidade, conhecido pela sigla BRT - Bus Rapid Transit, na cidade de Palmas, é um sonho antigo e que há algum tempo vem sendo debatido na capital do Tocantins. O projeto original prevê a implantação do sistema BRT ao longo do eixo central da Avenida Teotônio Segurado, impactando diretamente parte da arborização do canteiro ao longo do seu traçado.

Em termos de composição, importância biológica e ecológica, o traçado previsto para implantação do BRT ocasionará a supressão de 23 espécies nativas do cerrado a mais quando comparado a um traçado alternativo avaliado por nós. Isto significa que este traçado alternativo pode reduzir em até 30% o número de indivíduos arbóreos impactados pela implantação do projeto BRT, evitando a supressão de pelo menos 456 indivíduos arbóreos.

No traçado original, dentre as espécies nativas mais impactadas destacam-se os 232 indivíduos de pequi, 128 de canudo-de-pito, 115 de cachamorra, 113 de caju, 59 de sucupira-do-cerrado e os 45 indivíduos de fava-de-boletas, sendo esta última considerada árvore símbolo do Tocantins. No traçado alternativo, as espécies mais afetadas seriam as palmeiras, sendo 181 indivíduos de licuri, 107 palmeira-imperial; 107 de pequi e 77 de jerivá. Muitas dessas espécies têm usos diversos pela população, sendo em alguns casos protegidas por lei.

BRT, Palmas, Tocantins, impacto do BRT sobre arborização, arborização urbana, Bus Rapid Transit, consultoria ambiental Tocantins, ecótono engenharia, engenharia ambiental, engenheiro ambiental Tocantins, plano de arborização urbana de palmas, diagnóstico da arborização urbana de Palmas, impacto ambiental, ambiente urbano, cidades sustentáveis, áreas verdes urbanas, mobilidade urbana, environmental impact, urban environment, sustainable cities, urban green areas, urban mobility, meio ambiente, naturezaA literatura ressalta bem os benefícios da arborização em área urbana. Em Palmas, este recurso natural é de fundamental importância para a melhoria da qualidade de vida da população, mas aos poucos vem sendo perdido com a implantação de diversos projetos de ocupação urbana, tais como loteamentos públicos e privados que foram implantados nos últimos anos. As perdas dessa prática são incalculáveis e quem acaba perdendo é a população local e a natureza.

No caso do projeto do BRT de Palmas, suprimir vários indivíduos arbóreos nativos do cerrado vai contra diversas premissas elencadas no Plano de Arborização Urbana do município, que incluem, dentre outros fatores, melhoria da qualidade de vida, manutenção e dispersão de espécies de animais, uma vez que, neste último caso, a Av. Teotônio Segurado funciona (ou deveria funcionar) como um grande parque linear verde, interligando várias áreas de preservação permanente – APP e fragmentos de cerrado que estão inseridos no perímetro urbano de Palmas.

Palmas, por ter sido construída sob a alcunha de capital ecológica, é preciso repensar o projeto de implantação do BRT, visando equalizar seus benefícios econômicos, sociais e ambientais, tripé do tão falado “desenvolvimento sustentável”.

Sobre o estudo

O estudo sobre o impacto da implantação do BRT na arborização da Avenida Teotônio Segurado, na cidade de Palmas/TO, é resultado de dados obtidos durante os trabalhos para elaboração do Diagnóstico da Arborização Urbana de Palmas, realizado pela empresa Ecótono Engenharia de Meio Ambiente, em parceria com Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins - FAPTO e Fundação Municipal de Meio Ambiente – FMA de Palmas.

Os dados subsidiaram a elaboração do Plano de Arborização Urbana de Palmas, contendo uma série de diretrizes que devem ser adotadas na implantação e manutenção da arborização do município. Dentre as diretrizes está a manutenção ou redução da interferência sobre a vegetação nativa do cerrado durante a implantação de novos projetos de ocupação urbana.

Siga o blog Natureza e Conservação no FacebookYouTube e Instagram.

Sobre o autor

Dianes G. Marcelino é consultor, engenheiro ambiental e mestre em ecologia de ecótonos pela Universidade Federal do Tocantins. Tem experiência em licenciamento ambiental, geoprocessamento, ecologia, recuperação de áreas degradadas e gestão de resíduos sólidos.
Impacto do BRT de Palmas/TO sobre a arborização da Av. Teotônio pode ser reduzido Impacto do BRT de Palmas/TO sobre a arborização da Av. Teotônio pode ser reduzido Reviewed by Dianes G. Marcelino on 14:19 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.