Cobras voadoras: a arte de voar sem asas

Parece coisa de cinema, mas já pensou em encontrar uma cobra voando pelo céu? Na índia isso é possível, lá existem cinco espécies de cobras voadoras.

Na verdade, chama-las de cobras voadoras é um equívoco, já que, elas apenas utilizam uma corrente de ar forte, que são frequentes na região. O certo seria chamá-las de cobras planadoras, pois usam a velocidade de queda livre e contorções de seus corpos para encontrar sustentação para plainar.
cobra, cobras, serpentes, serpente, veneno de cobra, picada de cobra, animais que voam, réptil, répteis, repteis,  snake, flying snake, snake venom, Chrysopelea, paradisi,  Chrysopelea paradisi, ataque de cobra
Jovem Chrysopelea paradisi. 
Foto: FildHerpForum. 
O conhecimento sobre seu comportamento na natureza é limitado, mas acredita-se que essas espécies sejam arborícolas e raramente desce ao chão. As menores espécies podem atingir até 61 centímetros de comprimento, enquanto que as maiores atingem até 1,2 metros.
cobra, cobras, serpentes, serpente, veneno de cobra, picada de cobra, animais que voam, réptil, répteis, repteis,  snake, flying snake, snake venom,  Chrysopelea
Elas podem plainar por até 100 metros.
Foto: Wondergressive
A dieta dessas cobras é bastante variável, mas sabe-se que elas alimentam-se de roedores, lagartos, rãs, pássaros e morcegos. São animais venenosos, mas por terem presas pequenas e fixas, acabam sendo inofensivas ao homem.

Os cientistas não sabem exatamente o motivo delas voarem, mas é provável que elas usem suas acrobacias para escapar de predadores, alcançar outra árvore sem a necessidade de descer até o chão da floresta e, possivelmente até mesmo para caçar suas presas. 

Fonte do texto: National Geographic
Cobras voadoras: a arte de voar sem asas Cobras voadoras: a arte de voar sem asas Reviewed by Dianes G. Marcelino on 17:53 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.