Parque Nacional dos Campos Ferruginosos passa por reflorestamento

Hoje no Blog Natureza e Conservação vou falar de uma experiência pessoal em um dos grandes projetos que já participei na área ambiental. Trata-se de um projeto de reflorestamento por plantio de mudas e semeio direto de sementes nativas que está sendo realizado para recuperação dos locais desmatados de partes das áreas do recém criado Parque Nacional Campos dos Ferruginosos, no município de Parauapebas e Canaã dos Carajás, sudeste do Pará.

Parque nacional campos ferruginosos de Carajás, reflorestamento, reflorestamento de parque nacional, reflorestamento do parque nacional campos ferruginosos de carajás, reflorestamento unidade de conservação, proteção integral, natureza, conservação, carajás, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Vale, mineradora, mineradora valeO projeto teve início no mês de setembro de 2016 e a missão era realizar até março de 2017 o coroamento, abertura de covas e o plantio de 34 mil mudas de espécies nativas nas áreas de preservação permanente - APP, além de realizar o semeio direto de sementes em 90 mil metros de sulcos, que posteriormente convertidos em área plantada totalizaram cerca de 64 hectares de plantio direto. Ainda era necessário promover o controle de gramíneas invasoras em mais de 250 hectares de pastagens.

A equipe operacional envolvida no processo abraçou a causa e no final de março a missão foi cumprida. De todas as frentes de serviço, a linha de plantio direto de sementes apresentaram resultados fantásticos após quatro meses de plantio.

Parque nacional campos ferruginosos de Carajás, reflorestamento, reflorestamento de parque nacional, reflorestamento do parque nacional campos ferruginosos de carajás, semeio direto de sementes, plantio direto de sementes, plantio de mudas, árvores, reflorestamento unidade de conservação, proteção integral, natureza, conservação, carajás, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Vale, mineradora, mineradora valeAs sementes tiveram uma ótima taxa de germinação e os primeiros sulcos que receberam sementes já tinham indivíduos de algumas espécies variando de 1 a 2 metros de altura após quatro meses do plantio. As mudas plantadas nas áreas de APP também tiveram um excelente desenvolvimento.

Utilizamos neste projeto de reflorestamento mais de 100 espécies de sementes nativas, e os levantamentos de campo mostrou que mais de 50% espécies utilizadas no plantio germinaram no período de 4 meses. Considerando que algumas sementes utilizadas necessitam de um maior tempo para germinarem, é esperada a germinação de mais espécies arbóreas, demonstrando o potencial positivo desta técnica para recuperação florestal de ambientes degradados.

As sementinhas do legado foram plantadas e estão se desenvolvendo muito bem. Em breve as áreas desmatadas do Parque Nacional Campos Ferruginosos de Carajás estarão novamente com sua cobertura florestal, abrigando e mantendo inúmeras espécies da flora de fauna brasileira, bem como propiciando diversos serviços ambientais para a comunidade local.

Não poderia de deixar de agradecer a equipe operacional e ao meu amigo de profissão engenheiro Paulo Henrique, que me fez o convite para fazer parte da equipe deste projeto.
Parque Nacional dos Campos Ferruginosos passa por reflorestamento Parque Nacional dos Campos Ferruginosos passa por reflorestamento Reviewed by Dianes G. Marcelino on 19:09 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.