Pesquisadores registram espécie rara de marsupial amazônico no Tocantins

Uma espécie rara de marsupial amazônico foi registrada pela primeira vez no Tocantins. Trata-se de um pequeno mamífero conhecido popularmente por catita ou cuíca - Gracilinanus emiliae, descrita no início do século 20 e que era conhecida somente para 12 localidades ao logo do bioma amazônico, sendo apenas 4 registros no Brasil, localizados no Estado do Pará e Amapá.

Catita, Cuíca, Gracilinanus emiliae, cuíca amazônica, cuíca animal, marsupial,  Emilia's Gracile Mouse Opossum, Emilia's Gracile Opossum, Petit Opossum-souris D´émilie, natureza, Tocantins, Blog Natureza e Conservação, fotos marsupial, fotos animaisDe acordo com os pesquisadores, a cuíca amazônica é a espécie menos conhecida do gênero Gracilinanus. “Encontrar esta espécie no Tocantins foi uma surpresa gigantesca, visto que o animal caiu numa armadilha de queda (pitfall traps) enquanto trabalhávamos no inventário da herpetofauna do Campus da EMVZ/UFT em Araguaína. Este grupo é muito difícil de identificar e na hora fotografei o bicho por ele ser bonito e diferente. A confirmação da espécie só veio depois que enviei as fotos para Marcus Brandão, pesquisador da Universidade Federal de São Carlos e especialista no grupo”, conta Silionamã Dantas, biólogo e co-autor da publicação.

Mesmo sendo uma espécie rara, este marsupial não está inserido em nenhuma lista de espécies ameaçadas de extinção. “A raridade e a ausência de informações detalhadas sobre a espécie não nos permite avaliar com segurança seu status de conservação. Tanto na lista vermelha da IUCN quanto na lista de espécies ameaçadas do Brasil esta cuíca amazônica encontra-se com o status de deficiência de dados”, explica Silionamã Dantas.

Catita, Cuíca, Gracilinanus emiliae, cuíca amazônica, cuíca animal, marsupial,  Emilia's Gracile Mouse Opossum, Emilia's Gracile Opossum, Petit Opossum-souris D´émilie, natureza, Tocantins, Blog Natureza e Conservação, fotos marsupial, fotos animaisO registro de Gracilinanus emiliae no Tocantins aumentou em mais de 600 Km a distribuição da espécie na Amazônia, alcançando o limite sudeste do bioma, próximo a zona de transição Amazônia e Cerrado. Segundo os autores, este novo registro é importante porque acreditava-se que G. emiliae não ocorria em outras regiões da bacia amazônica. Mas agora tem-se evidências de que talvez a espécie possa ser encontrada ao longo de toda bacia, necessitando de novos inventários na região central e oeste da bacia.

O artigo com o registro deste marsupial amazônico raro foi publicado na revista científica Mastozoología Neotropical e teve a participação de Marcus V. Brandão, da Universidade Federal de São Carlos; Patrício A. da Rocha, da Universidade Federal Da Paraíba; Silionamã P. Dantas e Wanieulli Pascoal, ambos da Universidade Federal do Tocantins.

Obrigado a Silionamã Dantas pelas considerações no texto.

Siga o blog Natureza e Conservação no FacebookYouTube e Instagram.

Sobre o autor

Dianes G. Marcelino é engenheiro ambiental e mestre em ecologia de ecótonos pela Universidade Federal do Tocantins. Tem experiência em licenciamento ambiental, geoprocessamento, ecologia, recuperação de áreas degradadas e gestão de resíduos sólidos.
Pesquisadores registram espécie rara de marsupial amazônico no Tocantins Pesquisadores registram espécie rara de marsupial amazônico no Tocantins Reviewed by Dianes G. Marcelino on 20:03 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.