Alternativas para o tratamento de resíduos orgânicos: vantagens e desvantagens

Um dos maiores problemas da sociedade moderna está relacionado à destinação dos resíduos orgânicos gerados no seu dia a dia. Você mesmo já deve ter se perguntado, o que fazer com os meus resíduos orgânicos? Quais alternativas de tratamento posso utilizar? E quais as vantagens e desvantagens dessas alternativas de tratamento de resíduos orgânicos?

Alternativas para tratamento de resíduos orgânicos, o que fazer com os resíduos orgânicos, destinação de resíduos sólidos, destinação de resíduos orgânicos, compostagem, como fazer compostagem, aterro sanitário, resíduos orgânicos, compostagem de resíduos sólidos, manual de compostagem MMA, cartilha de compostagem, MMA, Vermicompostagem, incineração, biodigestão, biodigestão de resíduos orgânicosEstes questionamentos são importantes e devem ser claramente elucidados para que nossos resíduos possam ter uma destinação adequada, evitando poluir o meio ambiente. Além disso, os resíduos orgânicos, após tratamento, podem ser uma fonte alternativa para geração de energia e insumos agrícolas para melhoramento da fertilidade do solo.

Diferentes métodos podem ser empregados no tratamento e destinação dos resíduos orgânicos, incluindo a vermicompostagem, a incineração, a biodigestão e a compostagem. Conheça algumas características de cada um desses métodos.

Biodigestão

A biodigestão é um processo anaeróbico, sem oxigênio, de degradação da matéria orgânica realizado em grandes equipamentos chamados biodigestores. O subproduto deste processo é o biogás que pode ser utilizado como fonte de energia e o fertilizante líquido que pode ser empregado na fertilização do solo.

É uma alternativa muito eficiente para tratamento de resíduos orgânicos, entretanto, comparado a outros métodos, é uma tecnologia bastante complexa, necessitando de uma infraestrutura adequada e pessoal técnico especializado para operar de forma segura o biodigestor.

Tem sua aplicação mais voltada para o tratamento de estercos de animais como os de suínos e bovinos. Projetos populares têm promovido à instalação de biodigestores em comunidades rurais para geração de biogás que posteriormente é utilizado nas residências.

Vermicompostagem ou tratamento em minhocários

As minhocas são excelentes organismos que podem ser empregados na decomposição da matéria orgânica, promovendo o tratamento dos resíduos orgânicos pelo método denominado vermicompostagem ou tratamento em minhocários.

Vermicompostagem, minhocário, como fazer vermicompostagem, minhocas, vermelhas californianas, resíduos sólidos, resíduos orgânicos, tratamento de resíduos, gestão de resíduos sólidos, natureza, conservação da natureza, alternativas para tramamento de resíduos sólidosO tamanho de um minhocário vai variar em função da quantidade de resíduos orgânicos que se deseja tratar, podendo ser utilizado simples caixas, no caso de uma residência/apartamento com pouco espaço disponível, ou grandes canteiros preparados para tratar uma maior quantidade material orgânico.

Neste sistema deve-se dar preferência para a utilização de espécies de minhocas que se alimentam de resíduos frescos, como por exemplo, as minhocas californianas. Durante manejo do minhocário deve-se atentar para fatores que podem atrapalhar o funcionamento do sistema, mantendo sempre equilibrado a umidade, calor e os tipos de resíduos utilizados para sua alimentação. Deve-se evitar o fornecimento em excesso de restos de carnes, cítricos, alimentos cozidos ou com alto teor de sal.

Incineração

O emprego da incineração no tratamento de resíduos é realizado através da queima controlada desses materiais, gerando energia térmica, elétrica e cinzas, promovendo uma drástica redução no volume e na periculosidade dos resíduos sólidos.

Entretanto, a destinação de resíduos orgânicos para um incinerador acaba inviabilizando sua reciclagem e transformação em adubo orgânico, desperdiçando os nutrientes presentes nesta massa de resíduos e que poderiam ser reempregados como fertilizantes naturais do solo.

A alta tecnologia envolvida em uma unidade incineradora torna o processo bastante caro e complexo, necessitando de equipamentos e pessoal treinado para operar de forma segura a unidade. Além disso, os gases provenientes de um incinerador são muito perigosos, necessitando a adoção de medidas ambientais para tratamento desses gases antes de serem lançados para a atmosfera.

Compostagem

A compostagem é provavelmente a alternativa mais economicamente e ambientalmente viável para tratamento de resíduos orgânicos. O processo de compostagem é caracterizado pelo fato da matéria orgânica se degradada de forma controlada sob condições aeróbias, ou seja, na presença de oxigênio.

Compostagem, Como fazer compostagem, manual de compostagem, MMA, resíduos orgânicos, compostagem de resíduos, como fazer adubo orgânico, apostila de compostagem, cartilha de compostagem, composto orgânico, resíduos, gestão de resíduos sólidos, natureza, proteção do meio ambiente, o que fazer com os resíduos sólidos, como tratar resíduos sólidosO processo de degradação dos resíduos orgânicos na compostagem é otimizado quando se consegue condições ideais de umidade, oxigenação e demanda de nutrientes (relação carbono e nitrogênio) na leira de compostagem. O controle dessas variáveis favorece o surgimento de enorme diversidade de macro e micro-organismos que irão atuar na degradação acelerada da matéria orgânica, tendo como produto final o composto orgânico, rico em nutrientes indispensáveis para o desenvolvimento das plantas.

A compostagem é um dos métodos mais simples, seguro e barato para tratamento de resíduos orgânicos. Entretanto, este método precisa ser bem estudado de forma a evitar problemas com a geração de odores e a proliferação de vetores e doenças durante a operação do sistema.

Aterramento Sanitário

O aterramento sanitário é realizado nos aterros sanitários, um local dimensionado e construído de acordo com critérios ambientais e mecanismos para proteção da saúde pública e do meio ambiente, tais como, drenagem e tratamento do chorume e gás. O aterro sanitário é a única forma de disposição final de rejeitos legalmente reconhecido pela legislação brasileira através da Lei nº 12.305 de 2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Entretanto, conforme estabelecido na Lei, os aterros sanitários destinam-se a receber somente rejeitos, e os resíduos orgânicos, de maneira geral, são recicláveis, não devendo ser enviados para disposição final em aterros sanitários. Assim, fica evidente que o aterramento sanitário não é a melhor alternativa para tratamento ou disposição final dos resíduos orgânicos.
Alternativas para o tratamento de resíduos orgânicos: vantagens e desvantagens Alternativas para o tratamento de resíduos orgânicos: vantagens e desvantagens Reviewed by Dianes G. Marcelino on 18:10 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.