Biofertilizante da compostagem e vermicompostagem melhora a saúde da plantas

Indiferente da técnica empregada no tratamento dos resíduos orgânicos seja pelos diferentes métodos de compostagem ou a partir do emprego da vermicompostagem, um subproduto que estará presente no processo é o chorume, que aqui chamaremos de biofertilizante, biochorume ou chorume orgânico.

Biofertilizante, chorume orgânico, compostagem, vermicompostagem, biochorume, adubo orgânico, composto orgânico, minhocário, como fazer biofertilizante, produzir biofertilizante, composteira, resíduos sólidos, composteira domésticaTanto o chorume quanto o biofertilizante é um líquido de cor escuro gerado durante o processo de decomposição da matéria orgânica. A diferença entre os dois está no fato do chorume ter sua geração associada à disposição de resíduos orgânicos em lixões, aterros controlados ou sanitários. Nestes locais, a matéria orgânica acaba se contaminando com outros tipos de resíduos sólidos, muitos deles com efeitos nocivos para o meio ambiente e saúde humana.

Já o biofertilizante, por ser produzido em uma leira de compostagem ou minhocário, com materiais orgânicos previamente selecionados, não apresenta nenhum tipo de contaminação com material nocivo ao meio ambiente ou a saúde humana. É um sub-produto que contém uma alta concentração de nutrientes que enriquece e melhora a qualidade do solo e proporciona um melhor desenvolvimento para as plantas. Este líquido apresenta ainda ação protetora contra alguns insetos, parasitas e pragas que podem interferir na saúde da planta, atrapalhando o seu desenvolvimento.

A quantidade de biofertilizante gerado no processo de compostagem ou vermicompostagem vai depender do tipo de resíduo orgânico, da frequência de revolvimento das leiras e da quantidade de água empregada nas leiras de compostagens ou no minhocário. Entretanto, deve-se ficar atento ao excesso de água que pode influenciar negativamente no processo de transformação dos resíduos orgânicos em adubo orgânico.

O biofertilizante não deve ser utilizado na forma pura nas plantas. Antes de sua utilização é recomendável que se faça a diluição do produto em água. A proporção biofertilizante/água variará de 1/5 a 1/10, ou seja, uma parte em volume de biochorume para 5 a 10 partes em volume de água. A aplicação poderá ser feita diretamente para a adubação do solo ou como adubo foliar, sendo neste último caso, a aplicação é feita com o produto em sua forma mais diluída diretamente sobre as folhas das plantas.

Siga o blog Natureza e Conservação no FacebookYouTube e Instagram.

Sobre o autor

Dianes G. Marcelino é consultor, engenheiro ambiental e mestre em ecologia de ecótonos pela Universidade Federal do Tocantins. Tem experiência em licenciamento ambiental, geoprocessamento, ecologia, recuperação de áreas degradadas e gestão de resíduos sólidos.
Biofertilizante da compostagem e vermicompostagem melhora a saúde da plantas Biofertilizante da compostagem e vermicompostagem melhora a saúde da plantas Reviewed by Dianes G. Marcelino on 20:20 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.