Birdwatching: 5 aves do cerrado que você precisa conhecer

O cerrado apresenta uma rica biodiversidade quando o assunto é aves do Brasil. Diversas regiões do bioma possuem espécies que são um atrativo turístico para a prática de observação de aves, conhecida entre os praticantes como birdwatching. Nesta postagem você vai conhecer 5 aves do cerrado que você precisa conhecer ao passar pelas paisagens deste belo bioma brasileiro durante turismo de observação.

Campainha-azul – Porphyrospiza caerulescens

campainha-azul – Porphyrospiza caerulescens é uma das aves brasileiras que se destaca no cerrado devido a sua coloração azul. Além de sua bela coloração, a campainha-azul também apresenta um canto harmonioso, dando um espetáculo aos observadores de aves. Em muitas regiões do Brasil a espécie ainda é conhecida popularmente como azulão-de-cerrado e azulinho-de-bico-de-ouro.
aves do brasil, campainha-azul, Porphyrospiza caerulescens, aves do cerrado, birdwatching, birding, birds of the savanna, ornitologia, birds, pássaros, aves, observação de aves.É uma ave do Brasil de ocorrência escassa, estando sua presença associada à existência de campo sujo e campo cerrado, dando preferências para áreas rupestres, ou seja, ambientes predominantemente abertos, com presença de gramíneas e árvores baixas. Este belo pássaro está presente no território boliviano e no Brasil, podendo ser encontrado em áreas de cerrado no Maranhão, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Norte, Alagoas, Bahia, Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
alimentação da campainha-azul basicamente é composta por sementes e pequenos insetos que captura quando está caçando no chão, podendo captura-los até mesmo quando estão em pleno voo. Prefere caçar sozinho e quase não se junta a outros papa-capins quando está se alimentando. A perda de habitat ocasionada pela conversão do cerrado em áreas agropecuárias tem colocado a espécie com o status próximo de ser considerada ameaçada de extinção.

Tapaculo-de-colarinho – Melanopareia torquata

O tapaculo-de-colarinho – Melanopareia torquata é uma ave endêmica do cerrado sendo também conhecida popularmente como meia-lua-do-cerrado. Pode ser encontrado em ambientes de campo cerrado e campo sujo em diferentes regiões do Piauí, Mato Grosso, Goiás, Maranhão, Tocantins, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Bahia, Minas Gerais, São Paulo e sul do Pará.
aves do brasil, tapaculo de colarinho, meia lua do cerrado, Melanopareia torquata, aves do cerrado, birdwatching, Tocantins, birding, birds of the savanna, ornitologia, birds, pássaros, aves, observação de aves, natureza e conservaçãoEste pássaro do Brasil mede aproximadamente 14 centímetros de comprimento, apresentado coloração marrom ferrugínea nas costas, asas e calda, gola ferrugínea na nuca, sobrancelha longa branca sobre uma máscara preta. Coloração alaranjada por baixo, garganta pardo-alaranjada com uma meia lua preta no peito. O tapaculo-de-colarinho é inconfundível quando encontrado na natureza, estando quase sempre sozinho ou em casal.
Quase sempre permanece escondido em meio a capinzais ou moitas de arbustos, mas com a utilização de playback responde ao chamado, aparecendo para que possa ser melhor observado. Todavia é uma ave bastante inquieta o que pode proporcionar alguma dificuldade para fotografá-la.
Busca seu alimento no solo, sendo sua dieta alimentar baseada principalmente em pequenos insetos. Durante a prática de observação de aves (birdwatching) é um dos pássaros do cerrado que sempre espera-se estar presente na lista de observação e registros fotográficos dos amantes das aves.

Pica-pau-do-parnaíba – Celeus obrieni

O Pica-pau-do-parnaíba – Celeus obrieni é uma das aves marcantes do cerrado brasileiro e está risco de extinção. Descoberta em 1926 por Emil Kampfaer, ás margens do Rio Parnaíba, em Uruçui/PI, permaneceu desparecida por 80 anos, chegando a ser considerada uma espécie extinta. Entretanto, foi redescoberta em 2006 em Goiatins/TO pelo biólogo Advaldo Dias do Prado. A espécie tem registros conhecidos para diferentes localidades no Tocantins, Maranhão, Goiás, Mato Grosso e mais recentemente foi descoberto na Floresta Nacional de Carajás, em Parauapebas, no Pará.
aves do Brasil, pica-pau-do-parnaíba, celeus obrieni, aves do cerrado, birdwatching, pica pau da taboca, pica pau, birding, birds of the savanna, ornitologia, birds, pássaros, aves, observação de aves.Diversos trabalhos de pesquisa foram realizados para conhecer as características biológicas, ecológicas e as condições do habitat do pica-pau-do-parnaíba. Os resultados demonstraram que esta ave pode ser considerada uma espécie especialista, uma vez que é encontrada somente em ambientes florestais com a presença do bambu (taboca) Guadua paniculata. São nas hastes deste bambu que o pica-pau busca seu alimento, formigas. Três espécies de formigas em específico compõe a dieta alimentar da ave.
Quanto às características do habitat do pica-pau-do-parnaíba as pesquisas e observações de campo demonstram que a cada ano o desmatamento tem suprimido importantes áreas com registros para a espécie. Fragmentos de algumas localidades onde a ave foi encontrada praticamente já desapareceram, dando lugar a atividades agropecuárias.
É uma ave magnífica para ser observada e não pode ficar de fora das atividades de observação aves do cerrado. Recentemente, pesquisadores sugeriram a troca do nome popular da espécie de pica-pau-do-parnaíba para pica-pau-da-taboca, em referência às características do habitat preferencial onde a ave é encontrada.

Tiriba-de-pfrimer – Pyrrhura pfrimeri

A tiriba-de-pfrimer – Pyrrhura pfrimeri é uma ave endêmica das matas secas da bacia do Rio Paranã, região localizada entre as divisas do extremo sudeste do Tocantins e nordeste do Goiás. Este endemismo faz com que está ave seja encontrada exclusivamente nesta região, não sendo encontrada em nenhuma outra parte do mundo. Nas localidades com registro para a espécie a tiriba-de-pfrimer é conhecida popularmente como ciganinha, barreirinha, chiriri e periquito-do-morro.
aves do brasil, tiriba de pfrimer, Pyrrhura pfrimeri, aves do cerrado, birdwatching, Paranã, Tocantins, birding, birds of the savanna, ornitologia, birds, pássaros, aves, observação de aves, barreirinha, periquito do morroÉ uma espécie que sua ocorrência está associada à presença da mata seca associada aos inúmeros afloramentos de calcário existentes nesta região entre Goiás e Tocantins. A espécie ingere solo desses afloramentos em um comportamento denominado geofagia, que é uma tentativa de desintoxicação ou obtenção de minerais essenciais para seu metabolismo através da ingestão de solo.
Esta especificidade ecológica, de habitat e o constante desmatamento das áreas de matas secas fizeram com que esta bela ave do Brasil fosse enquadrada como ameaçada de extinção. Além desses fatores, os incêndios florestais e o tráfico de animais também têm contribuído para a redução populacional da tiriba-de-pfrimer.
Recentemente, pesquisadores sugeriram a troca do nome popular da espécie de tiriba-de-pfrimer para tiriba-do-paranã, em referência a região onde a ave é encontrada, proporcionando uma maior valoração para o local de ocorrência da ave. Além disso, entrevistas com moradores locais demonstraram que o atual nome popular apresenta certa rejeição pelos moradores devido à dificuldade de pronunciar a palavra “pfrimer”.

Chororó-de-goiás – Cercomacra ferdinandi

O chororó-de-goiás – Cercomacra ferdinandi é um pássaro endêmico do Brasil sendo encontrado exclusivamente em habitats dos córregos e rios que formam a bacia do Rio Araguaia e Rio Tocantins nos estados de Mato Grosso, Goiás, Pará e Maranhão.
aves do brasil, chororó de goiás, cercomacra ferdinandi, aves do cerrado, birdwatching, Tocantins, birding, birds of the savanna, ornitologia, birds, pássaros, aves, observação de aves, Rio Tocantins, Rio AraguaiaEm muitas localidades onde a espécie pode ser econcontrada observadores de aves têm relatado que a ave pode ser observada com facilidade uma vez que ela não é arredia e responde facilmente ao playback. Vivem em casal ou em pequenos grupos familiares e às vezes junto a bandos mistos, onde percorrem a folhagem densa em busca de insetos para se alimentarem.
O chororó-de-goiás é considerado uma espécie ameaçada de extinção, estando enquadrada a nível nacional e global como “vulnerável”. Dentre os fatores que colocam em risco de extinção as populações desta ave do Brasil estão o desmatamento para implantação de atividades agropecuárias, sua distribuição restrita e linear (seguindo os cursos d’água), a extração de madeira e a implantação de projetos hidrelétricos que degradam e destroem os habitats da espécie.
Siga o blog Natureza e Conservação no FacebookYouTube e Instagram.

Sobre o autor

Dianes G. Marcelino é consultor, engenheiro ambiental e mestre em ecologia de ecótonos pela Universidade Federal do Tocantins. Tem experiência em licenciamento ambiental, geoprocessamento, ecologia, recuperação de áreas degradadas e gestão de resíduos sólidos.
Birdwatching: 5 aves do cerrado que você precisa conhecer Birdwatching: 5 aves do cerrado que você precisa conhecer Reviewed by Dianes G. Marcelino on 09:27 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.